Siga-nos nas redes sociais!

  • LinkedIn ícone social
  • Facebook ícone social
  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social

Gourmetização do Mercado de trabalho, quando é necessário?

É tema recorrente (até em nosso blog) a utilização de nomenclaturas em inglês para funções, tarefas, cargos e até mesmo processos do cotidiano.

 

Podemos usar alguns exemplos:

 

Customer Success  = sucesso do cliente

Customer Experience = Experiência do cliente

Supply Chain = Cadeia de suprimentos/mantimentos

Staff = Equipe

Deadline = Prazo

Target = Público Alvo

Budget = orçamento

 

Bom, por aí vai…

 

A discussão tem crescido em torno da real necessidade da utilização dos termos em inglês dentro do mundo corporativo.

 

Será arrogância ou necessidade real?

 

Vontade de mostrar aos outros minha fluência em inglês ou utilizar realmente como meio de trabalho e comunicação necessários?

 

Alguns dados:

 

"De acordo com levantamento feito pela British Council, apenas 5% da população brasileira sabe se comunicar em inglês - e, destes, apenas 1% apresenta algum grau de fluência. O Brasil é o 41º colocado em um ranking de 70 países, ficando abaixo de outros países latino-americanos como Equador, Chile, Peru e México.  

 

Até mesmo os funcionários de multinacionais no Brasil não escaparam da triste estatística. A GlobalEnglish, empresa especializada em fornecer soluções corporativas para o ensino de inglês, fez uma pesquisa com 108 mil empregados de multinacionais em 76 países. Os 13 mil brasileiros que responderam ao teste tiraram nota 2,95 (em um total de 10), deixando o país em 67º lugar."

 

Como visto nossa população em geral, não está apta a se comunicar em inglês ainda, e especialistas acreditam que não é inserindo termos em inglês em processos que isso vai mudar, mas… por que?

 

A resposta é simples, em grandes empresas, multinacionais ou startups com proeminência, a parcela da população que não tem inglês, NÃO entra.

Ou seja, esses termos apenas criam uma "bolha" maior, criando um distanciamento de classes e pessoas que por algum motivo não puderam estudar inglês e talvez tenham alguma dificuldade com domínio de idiomas.

 

Antes de pensarmos que isso é vitimismo, vamos analisar um caso.

 

 

 

Customer Success, o que é?

 

https://www.vamossubir.com/single-post/2019/10/31/Customer-Sucess---Parte-1

 

https://www.vamossubir.com/single-post/2019/11/08/Customer-Success---Parte-2

 

https://www.vamossubir.com/single-post/2019/11/14/Customer-Success---Parte-3

 

Temos aqui 3 artigos que descrevem a função, o profissional e sua importância.

 

Porém, se pensarmos bem, customer success, nada mais é do que o antigo SAC. Um sac mais ativo e bem treinado.

 

Mas será que pega bem para meu currículo colocar "Analista de Sac?"ou qualquer função relacionada? Ou é melhor "Customer Success"? Afinal… um termo em inglês, gera mais "peso"para meu linkedin e currículo.

 

Algumas empresas que trabalham com vendas "B2B" (Business-to-business) tem ainda mais tendência a utilizar os termos em inglês, mas percebam o que é B2B? Não seria negociação entre duas empresas? Entre dois negócios? Existe a necessidade real de utilizarmos os termos em inglês?

 

Empresas multinacionais talvez sejam um excludente, afinal a cultura interna pode influenciar muito, e talvez seja necessário que os termos sejam utilizados, afinal você é contratado para a função em inglês.

 

O povo Brasileiro tem muito enraizado suas características e não podemos e nem devemos perder isso, ou perder/vender nossa identidade. 

 

Quando acrescentamos muitos termos gourmetizados, estamos nos distanciando dos outros 95% da população que não falam inglês, e convenhamos, ninguém realmente quer ajudar o outro a entender mais inglês através desses termos.

Podemos e devemos ser mais objetivos, transparentes e intuitivos, os processos funcionam melhor, as pessoas se sentem mais parte do todo e com frequência, verificamos uma melhora no ambiente de trabalho.

 

A Oracle é uma empresa que tem mudado esse cenário, eles entendem que podem capacitar pessoas, mesmo as que não tem domínio em inglês, e assim impactar a sociedade de forma mais positiva.

 

Gostou do artigo?

 

Nos siga nas redes sociais!

 

www.linkedin.com/in/philippeduartebeltrani

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload