Resiliência - Uma necessidade atual.

O conceito utilizado na Psicologia para designar uma forma de comportamento foi emprestado, na verdade, da física. Isso mesmo! Resiliência indica a capacidade de alguns materiais retornarem à sua forma original mesmo depois de serem submetidos à pressão, em outras palavras, resiliência é a capacidade de se superar e se adaptar em diversas situações de risco e dificuldade. Muitas pessoas sabem que quando colocadas a prova não podem deixar suas emoções tomarem conta.

 

Trazendo essa definição para a rotina do trabalho, é possível entender que profissionais resilientes são aqueles que conseguem administrar bem todas as situações — como estresse e pressão do ambiente corporativo — sem se abater.  São pessoas que se autoconhecem, estão sempre em transformação e sabem como controlar as emoções e até como tirar uma lição das adversidades.  A resiliência é um tipo de comportamento e de visão de mundo que só traz ganhos para a carreira e, por isso, é bastante valorizado pelas empresas. 

 

Uma pequena, mas intrigante nova pesquisa feita por dois consultores britânicos confirma a importância da resiliência para obter sucesso profissional. A resiliência foi definida pela maioria como a capacidade de se recuperar de  contratempos, adaptar-se  bem  às  mudanças e continuar diante das adversidades, porém quando os pesquisadores perguntaram a  835 funcionários de empresas públicas e privadas o que  estava  acontecendo em suas próprias vidas que exigiam que eles tivessem de utilizar sua "reserva de resiliência", eles não apontaram para tragédias,  erros de negócios terríveis, a  necessidade de acompanhar o ritmo acelerado da mudança de mercado ou os desafios da economia, eles apontaram para seus colegas de trabalho.

 

 

 

 

75%  dos funcionários entrevistados afirmou que o maior dreno em suas "reservas de resiliência" era "gerenciar pessoas difíceis ou a política do local de trabalho". Isso foi seguido de perto pelo estresse causado pelo excesso de trabalho e por ter que suportar críticas pessoais. impostas pelo famoso "feedback".

 

Em "O Líder Tolerante ao Fracasso", Richard Farson e Ralph Keyes defendem essencialmente afastar a necessidade de resiliência, criando um ambiente no qual tanto contratempos quanto sucessos são tratados como experiências positivas de aprendizagem. Os líderes podem criar um ambiente construtivo, quebrando barreiras sociais e burocráticas que os separam de seus seguidores, engajando-se em um nível pessoal com as pessoas que lideram, admitindo abertamente seus próprios erros e – talvez surpreendentemente – evitando dar elogios ou culpa, e em vez disso tomar uma postura analítica e sem julgamentos enquanto interagem com os funcionários.

 

Em "Building Resilience", o professor de psicologia da Universidade da Pensilvânia Martin Seligman argumenta da mesma forma que as empresas podem ajudar os funcionários a se tornarem mais resilientes. A partir de "insights" de um programa do Exército dos EUA que ajuda os soldados a se recuperarem após o trauma, o Programa de Resiliência de Penn ensina os alunos a pensar positivamente sobre contratempos para que eles não aprendam o desamparo.

 

Incentivar programas de resiliência ainda é algo longe de nossa realidade, isso é uma pena, porque no final das contas, as fontes de resiliência são igualmente aplicáveis às organizações que enfrentam desafios históricos e aos indivíduos que enfrentam os milhares de pequenos cortes que podemos estar infligindo uns aos outros todos os dias.

 

Como Diane Coutu tão eloquentemente explica em seu luminoso "Como funciona a resiliência", "Pessoas resilientes possuem três características — uma aceitação firme da realidade; uma crença profunda, muitas vezes reprimida por valores fortemente mantidos, que a vida é significativa; e uma estranha habilidade de improvisar. Você pode se recuperar das dificuldades com apenas uma ou duas dessas qualidades, mas você só será verdadeiramente resiliente com os três. Essas três características também são verdadeiras para organizações resilientes.... Pessoas e empresas resilientes enfrentam a realidade com firmeza, trazem sentido as dificuldades em vez de gritar em desespero, e improvisam soluções do nada. Outros não."

 

 

 

 

 

A importância da resiliência no ambiente de trabalho deve ser de conhecimento de todos

 

As empresas buscam por profissionais que saibam lidar sobre pressão e resolver problemas, porém não capacitam esses profissionais para situações reais de estresse e muitas vezes não adotam políticas claras que agem de forma a coibir gestos e atitudes que gerem estresse desnecessário no ambiente de trabalho.O objetivo de contratar um funcionário resiliente é saber que ele é capaz de superar obstáculos e consegue resolver todos os tipos de problemas. Essas características acabam abrindo oportunidades dentro da empresa, mas se não demonstrar ser uma pessoa resiliente, pode acabar ficando para trás. E não conseguir conquistar nada na profissão.

 

Todo mundo passa por momentos complicados, seja por algum trauma, desafios e até mesmo perdas. Se você já passou por situações assim e conseguiu se recuperar e até mesmo aprender com essas experiências, mesmo que não tão boas, você pode começar a se considerar uma pessoa resiliente. Quando se fala em resiliência não se pode esquecer que também é essencial no ambiente de trabalho. As empresas, em sua maioria, preferem contratar pessoas que saibam trabalhar sobre pressão, que seja flexível e saiba resolver problemas e não criá-los. Is

 

 

Toda empresa procurar alguém que possa solucionar problemas, seja um solucionador de problemas e não um causador!

 

Não é difícil explicar porque isso acontece. Você deve pensar que uma pessoa resiliente consegue ser cobrado muito mais e receber vários “não”.  Quem tem a característica resiliente vai justamente buscar o “sim”. Pode ter certeza que no momento em que  o país vive por falta de emprego, essa é uma atitude muito bem vista em qualquer empresa. Lembre-se sempre sobre a importância da resiliência no ambiente de trabalho e desenvolva uma excelente carreira profissional.

 

Aprenda a lidar com suas emoções

 

Desenvolver inteligência emocional é essencial em qualquer ambiente, principalmente quando se fala de ambiente de trabalho.

 

É importante que saiba lidar com suas emoções e também das outras pessoas. Expressar as emoções não é ruim, mas é preciso saber equilibrar determinadas atitudes para enfrentar tudo de forma lúcida. Quando se fala nas emoções de terceiros é dizer que saber lidar com os sentimentos dos outros e faz com que se criem bons relacionamentos.

 

Retire a palavra “problema” do seu vocabulário

 

Você deve saber resolver os problemas e não criá-los. É preciso enfrentar as dificuldades e criar oportunidades, até porque a expressão “por trás de todo problema existe uma oportunidade” é a mais pura verdade. A melhor forma de conseguir tirar de vez a palavra “problema” de uma vez por todas do seu vocabulário, é começar a pensar em coisas positivas.

 

Muitas pessoas não levam a sério, mas pensar só no negativo só vai atrair coisas ruins para você e, consequentemente, vai trazer problemas que terá que resolver. Então a dica é que comece a enxergar as possibilidades em torno de cada situação que aparecer.

 

A característica mais marcante de uma pessoa resiliente é, sem dúvida, a positividade. Agir com otimismo é um fator de motivação para o trabalho e para o clima organizacional.

 

É claro que vão existir pedras pelo caminho, mas conseguir enxergar esses problemas como oportunidades de aprendizado pode contar pontos para o crescimento profissional. Isso porque, no meio da crise, ter essa mentalidade pode ser fundamental para pensar em soluções inovadoras e se destacar no ambiente corporativo.

 

Autoconfiança é a chave

 

Antes de encarar qualquer desafio você deve confiar em si mesmo. É preciso conhecer suas habilidades e talentos e saber como utilizar isso ao seu favor. Você precisa acreditar e ser autoconfiante que é capaz de enfrentar qualquer desafio e superar os problemas que aparecerem.

 

É muito importante que acredite em si mesma e em sua capacidade, acredite nas suas habilidades e competências.

 

Reflita sobre tudo o que está acontecendo

 

É preciso refletir sobre tudo o que acontece ao seu redor e que possa influenciar o seu trabalho, por exemplo. Dentro de um ambiente corporativo é muito comum que aconteçam muitas coisas ao mesmo tempo, seja algo positivo ou negativo. É importante que saiba separar cada situação e trazer soluções para cada dificuldade.

 

Resolver os problemas um de cada vez permite que entregue o melhor resultado, reflita sobre tudo o que acontece ao seu redor, mas resolva cada um de uma vez. Mesmo que apareçam vários problemas de uma única vez, o que é muito normal, é importante que saiba separar cada um deles e resolvê-los também separadamente. Isso acontece para que você encontre soluções bem eficazes para cada um dos problemas.

 

Seja bem-humorado

 

É normal enfrentar problemas no ambiente de trabalho, mas uma das características de uma pessoa resiliente é saber enfrentá-los com bom humor. Isso transforma o ambiente e o torna muito mais leve e mais fácil de lidar com determinadas situações. Mas é bom saber dosar e ter bom senso quando se trata do humor, para não correr o risco de se tornar inconveniente.

 

Muitas pessoas ficam abaladas quando seu trabalho é mal-avaliado, o que pode comprometer seu desempenho e motivação de forma geral. Já o profissional resiliente sabe e até gosta de receber críticas, justamente para conseguir melhorar suas falhas e trabalhar de acordo com as expectativas da empresa.

 

Tirar uma lição de um feedback negativo é importante para o crescimento profissional. Pode ser a oportunidade para modificar sua postura no ambiente corporativo ou buscar um curso de qualificação — como um MBA (Master in Business Administration) para desempenhar melhor suas atividades.

 

 

 

 

Seja sempre uma pessoa sociável

 

É muito importante que tente manter um ambiente agradável onde estiver. Você consegue manter esse tipo de ambiente criando bons relacionamentos saudáveis e também formando vínculos saudáveis com as pessoas, isso deve acontecer em qualquer ambiente, mas no ambiente de trabalho uma boa relação é essencial.

 

Criando esses vínculos, você consegue superar as adversidades do dia a dia e ainda aprende muito mais com as outras pessoas. Lembre-se que é muito importante entender que você pode aprender com todo mundo, essa é uma experiência que não tem preço.

 

Valorizar a comunicação com os colegas, ser empático, estar mais próximo de sua equipe e ter um relacionamento transparente com cada um contribui para a resiliência no trabalho.

 

O convívio saudável no ambiente organizacional possibilita conhecer as virtudes e fraquezas dos colegas, o que torna mais fácil antever alguns cenários de tensão e saber como lidar com eles sem se abalar ou prejudicar o seu trabalho.

 

A pessoa resiliente entende que é impossível trabalhar sozinha, ou seja, considera a ajuda de outros colegas bem-vinda e necessária para melhorar os resultados de um projeto. Esse profissional também sabe reconhecer a importância do trabalho alheio para o sucesso da empresa e tem a capacidade de admitir suas falhas.

 

Seja flexível

 

Lembre-se que nada na vida é eterno e que muitas vezes é preciso realizar mudanças. Isso não é diferente no ambiente do trabalho.

 

Todas as coisas estão sempre em movimento, e se você resistir a essas mudanças não conseguirá se adaptar a nada que aconteça de novo em sua vida. Uma das coisas que essa falta de flexibilidade pode causar é a perda de oportunidades profissionais, o profissional resiliente está preparado e aberto para diferentes contextos, e essa postura é extremamente necessária hoje porque o mundo do trabalho é muito dinâmico, por isso, os gestores buscam pessoas que saiam da zona de conforto, consigam se reinventar e estejam dispostas a enfrentar desafios — seja para atuar em uma função diferente, em novos projetos, com novas tecnologias — ou até mesmo que tenham capacidade para lidar com imprevistos.

 

Quando você é flexível, consegue ouvir a opinião dos colegas e trabalhar em equipe — inclusive com pessoas com as quais não tenha muita afinidade.

 

Dicas para melhorar sua resiliência no ambiente de trabalho

 

 

  •  Procure entender o tamanho do problema

  •  

  • Saiba separar a pessoa que é das coisas que faz

  •  

  • Procure sempre desenvolver bons relacionamentos no ambiente de trabalho

  •  

  • Procure sempre por soluções

  •  

  • Saiba lidar com suas emoções e com os sentimentos dos outros

  •  

  • Seja sempre criativo e inovador

  •  

  • Saiba valorizar suas qualidades e competências

  •  

  • Procure resolver algo antes que estoure o problema

  •  

  • Não seja alimentador de problemas, mas sim de soluções

  •  

  • Tente, sempre que possível, participar dos melhores momentos da empresa

 

 

 

 


E aí, gostou do artigo? Nos siga nas redes sociais!

 

https://www.linkedin.com/in/philippeduartebeltrani/

 

https://www.linkedin.com/company/vamos-subir/

 

https://www.facebook.com/VamosSubir

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga-nos nas redes sociais!

©2020 Vamos Subir - Todos os direitos reservado

Vamos Subir

CNPJ 35.234.052/0001-07

Rua dos Pinheiros 870, Pinheiros, São Paulo, 05422-001

oi@vamossubir.com.br

  • LinkedIn ícone social
  • Facebook ícone social
  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social